menu
  • Arquivo
  • Arquivo Fashion
    23 Janeiro 2012
    ,
    Um ensaio de moda da década de 1950 apresenta fotografias que passaram pela chamada 'síndrome do vinagre'

    Um ensaio de moda na Bienal deixou fotografias, reproduzidas digitalmente durante o Projeto de Preservação da Coleção Fotográfica do Arquivo da Bienal, em 2008. As fotografias passaram pela chamada síndrome do vinagre, sendo que, antes, não possuíam nenhuma ampliação ou cópia contato que possibilitassem ver o seu conteúdo. 

    A síndrome do vinagre é um processo de deterioração característico de filmes em acetato de celulose. Entre suas manifestações estão a deformação acentuada com forte encolhimento da base fílmica, a formação de canais de ar e bolhas, o surgimento de manchas azuis ou rosas em decorrência da ativação da camada anti-halo e o forte odor ácido, que dá nome à síndrome.

    As fotos a seguir, da década de 1950, estavam acondicionadas ainda enroladas em uma lata metálica de filme cinematográfico. Com a ação da temperatura e umidade elevadas, além da forma de acondicionamento do material, desenvolveu-se a síndrome do vinagre, que é um processo autocatalítico: o ácido eliminado pelo filme acentua o processo de degradação. 

    Após passarem por tratamento documental, as imagens foram higienizadas e acondicionadas em envelopes ou bifólios de papel neutro e caixas rígidas com aberturas para ventilação e reproduzidas digitalmente em alta definição.

    GERAL_04081.jpg
    GERAL_04083.jpg
    GERAL_04137.jpg
    GERAL_04086.jpg
    GERAL_04132.jpg
    GERAL_04130.jpg
    GERAL_04084.jpg