menu
  • Arquivo
  • Um arquivo chamado Wanda
    28 Novembro 2011
    ,
    A história da fundadora do Arquivo Histórico da Bienal, que faleceu em viagem pela 7ª edição da mostra

    Muita gente não entende porque o Arquivo Bienal é chamado "Arquivo Histórico Wanda Svevo". Até 1963 era "Arquivos Históricos de Arte Contemporânea". A troca de nomes foi uma homenagem à fundadora do Arquivo. Mas, afinal, quem foi Wanda Svevo?

    wanda_svevo012.jpg

    Nascida em 11 de janeiro de 1921, Wanda Matijevic Schmitz Svevo chegou ao Brasil em novembro de 1940, vinda de Trieste, Itália. Wanda foi secretária geral da Bienal e faleceu numa viagem em missão da 7ª Bienal, rumo a Lima, no dia 28 de novembro de 1962. O acidente aéreo na Cordilheira dos Andes foi um dos maiores daquele tempo. Morreram 97 pessoas. Em uma homenagem a Wanda Svevo, um pouco de sua história e alguns detalhes de sua personalidade tão admirada serão contados pelos próprios documentos do Arquivo que ela criou:

    wanda_svevo019.jpg
    IMG_1327.jpg
    wanda_svevo014.jpg
    IMG_1314.jpg
    IMG_1301.jpg
    IMG_1313.jpg
    Geraldo Ferraz n'A Tribuna (9 de dezembro de 1962)
    wanda_svevo015.jpg
    Wanda Svevo com Claudio Abramo e Wolfgang Pfeifer
    wanda_svevo000.jpg
    Folha de São Paulo (29 de novembro de 1962)
    IMG_1311.jpg
    O Globo (29 de novembro de 1962)
    wanda_svevo004.jpg
    wanda_svevo003.jpg
    IMG_1294.jpg
    IMG_1323.jpg
    IMG_1293.jpg
    IMG_1309.jpg
    Ivo Zanini na Folha de São Paulo (30 de dezembro de 1962)
    IMG_1296.jpg
    wanda_svevo005.jpg
    wanda_svevo001.jpg
    wanda_svevo006.jpg
    wanda_svevo018.jpg
    Alberto Svevo, o filho de Wanda, inaugura os Arquivos Históricos Wanda Svevo.
    wanda_svevo002.jpg
    IMG_1306.jpg
    wanda_svevo013.jpg
    Fernanda Curi Fernanda Araujo Curi é Arquiteta e Urbanista, Mestre em Museologia. Atualmente desenvolve a pesquisa "Parque Ibirapuera - 60 anos (1954-2014) Símbolo urbano, metáfora da urbanidade" no programa de Pós Graduação da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo – FAU USP e trabalha como Pesquisadora no Arquivo Wanda Svevo da Fundação Bienal de São Paulo.