Autoria: Alexandre Wollner
"Alexandre Wollner dá um passo adiante. Enquanto no cartaz da Bienal anterior ainda tínhamos ressonâncias de uma obra de arte construtiva, aqui os elementos específicos da linguagem do design gráfico passam a ser tematizados - no caso, a retícula, base da formação dos meios tons em imagens impressas. Não estamos mais diante de uma obra de arte à qual foi acrescentado um texto, mas sim diante de uma peça na qual texto e imagem formam um conjunto coeso". Bienal 50 Anos, 1951-2001, 2001, p.294