menu
  • Educativo
  • 31ª Bienal
17 Abril 2015
Professores da SME Itu participam do Laboratório de Material Educativo
Professores reunidos pela Secretaria de Educação de Itu retornam à Bienal para laboratório e ação poética. Encontros educativos mensais estão previstos para 2015.



Motivados pela visita feita à 31ª Bienal, em 2014, professores reunidos pela Secretaria de Educação de Itu retornaram à Bienal no dia 10 de março. Se na primeira ocasião ocasião o diálogo se deu em torno das obras de arte, desta vez os professores participaram do Laboratório de Material Educativo: uma forma de discutir as ferramentas que podem ser exploradas em sala de aula, mesmo após o término da exposição.

Extendida a parceria entre a Secretaria e a Bienal, outras duas conversas acontecerão ao longo de 2015. "Existe ainda um distanciamento dos professores ou uma falta de proposições referentes à arte contemporânea. Tive a sensação de que nossos alunos consideravam arte como algo que aconteceu, e não que está acontecendo”, observa Braz Junior, coordenador de arte da Secretaria e articulador da programação. Se agora podemos tratar da desmistificação da arte e considerar o público como agente da relação estabelecida com a obra, como a arte contemporânea e os questionamentos por ela colocados também podem ser relevantes na sala de aula?

Como falar de uma Bienal que não existe

Jogando com o título da última edição (Como falar de coisas que não existem), Cecília Bracale, propositora do encontro, convidou o público a refletir sobre “como falar de uma Bienal que não existe”. Para tal, discutiu o processo de elaboração colaborativa do material e defendeu seu uso como forma de criar pontes entre a arte contemporânea e o cotidiano.

Também foram realizadas ações poéticas, como a chamada “Corpo único”, inspirada pelo desenho do artista indiano Prabhakar Pachpute. Com explorações do espaço em silêncio e de olhos vendados, os participantes reuniam-se por meio do toque, até que se formasse um corpo coletivo sem o uso da comunicação verbal e da visão.

A "Caixa de ferramentas", título dado ao material educativo composto para a 31ª Bienal, foi manuseada ao final do encontro. O planejamento de aula com uso das pistas educativas e as adaptações que seriam feitas para contextos específicos foram pautas da discussão presente.

Além das conversas continuadas em grupos, como a parceria com a Secretaria de Educação de Itu, também estão planejados eventos educativos abertos ao público durante o ano de 2015, como ateliês, conversas e o curso de férias. Para o interior paulista, a Bienal prevê um seminário de arte contemporânea, a ser realizado no segundo semestre. Acompanhe a divulgação das datas no calendário do site e nas redes sociais da Fundação Bienal.


Próximos eventos educativos:

09.05 (sábado) | Ateliê | Aberto ao público geral

21.05 (quinta-feira) | Conversa | Aberto ao público

27.06 (sábado) | Ateliê | Aberto ao público

06, 07 e 08.07 (segunda, terça e quarta-feira) | Curso de Férias | Aberto ao público geral


Texto: Regiane Ishii
Fotos: Sofia Colucci e Sattva Horaci

33ª Bienal de São Paulo
31 Outubro 2017
33ª Bienal de São Paulo
31 Outubro 2017
33ª Bienal de São Paulo
09 Junho 2017
32ª Bienal de São Paulo
21 Fevereiro 2017
32ª Bienal de São Paulo
02 Fevereiro 2017
32ª Bienal de São Paulo
26 Dezembro 2016