menu
  • Geral
  • 31ª Bienal
18 Setembro 2015
Sorocaba e Limeira apresentam mostras itinerantes da 31ª Bienal
Lança, de Edward Krasiński, em exposição em Limeira
Lança, de Edward Krasiński, em exposição em Limeira ©Eustachy Kossakowski / Hanna Ptaszkowska and Museum of Modern Art Warsaw
Duas etapas confirmadas no interior paulista. De outubro a novembro, itinerâncias têm sede nas Oficinas Culturais de Sorocaba e Limeira.

Trecho de Nuvens escuras do futuro (2014), animação de Prabhakar Pachpute em exposição na itinerância de Sorocaba



Duas exposições do circuito itinerante da 31ª Bienal estão confirmadas no interior paulista. Projetos de dez artistas 
serão apresentados nas unidades das Oficinas Culturais de Sorocaba (OC Grande Otelo, Galeria Scarpa da Prefeitura Municipal de Sorocaba) e Limeira (OC Carlos Gomes, Palacete Levy).

Os eventos são resultado de uma parceria entre a Fundação Bienal, as Oficinas Culturais, programa da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo administrado pela organização social POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura, e as Prefeituras Municipais de Limeira e Sorocaba.



Sorocaba

De 5 de outubro a 13 de novembro, a Oficina Cultural Grande Otelo apresenta o conjunto de projetos É apenas o vértice do mundo interior, de Agnieszka Piksa; Migrante de Gülsün Karamustafa, A última aventura, de Romy Pocztaruk; Sem título de Vivian Suter e Nuvens escuras do futuro, de Prabhakar Pachpute. Conforme descreve o curador Pablo Lafuente, o processo de migração e a recorrência dos tempos utópicos foram conceitos relevantes para o desenvolvimento da mostra: "No vídeo Migrante, a difícil tarefa de construir uma vida nova surge como um processo complexo, em que o ato de desfazer é necessariamente parte do processo de fazer. Isso também ocorre nas pinturas de Vivian Suter e no vídeo de Prabhakar Pachpute, nos quais a acumulação de camadas de pintura, carvão e sedimento, sugerem que, para entender o mundo em que vivemos, precisamos lembrar do que foi abandonado, do que já não é presente. Nas fotos de Pocztaruk, esse passado é um tempo utópico sem habitantes, um fracassado impulso desenvolvimentista que insiste em retornar hoje, com os mesmos resultados trágicos. Na publicação da artista Agnieszka Piksa, o mesmo futuro utópico se revela como ficção, uma construção que precisa ser desfeita para poder recomeçar".

31ª Bienal de São Paulo - Obras Selecionadas
5 de outubro a 13 de novembro
Oficina Cultural Grande Otelo - Galeria Scarpa
Rua Souza Pereira, 448, Centro - Sorocaba - SP
visitação e agendamento de visitas educativas: seg-sex: 9h-17h
formação de professores: SECULT | Barracão Cultural, Av. Dr. Afonso Vergueiro, 310, Centro - (15) 3211-2911 / 3211-2902
Mais informações: grandeotelo@oficinasculturais.org.br
T: (15) 3224-3377/3232-9329
Entrada Gratuita

Frame do filme Céu (2014) de Danica Dakić, em cartaz na itinerância de Limeira



Limeira

Na Oficina Cultural Carlos Gomes o público de Limeira poderá conhecer, de 8 de outubro a 13 de novembro, os projetos 10.000 anos de arte popular nórdica, de Asger Jorn; Céu, de Danica Dakić, A leitora de café, de Michael Kessus Gedalyovich; A última aventura, de Romy Pocztaruk; Granada, de Teresa Lanceta e as fotografias de Eustachy Kossakowski que compõem o projeto Lança, de Edward Krasiński. As inspirações norteadoras da exposição envolvem as noções de jogos, regras e construções de relações, nas palavras do curador Pablo Lafuente: "O ato de jogar revela-se como um momento de liberação no filme Céu, mas também de aprendizagem e disciplina. A escola aparece como um contexto de construção coletiva que encontra eco nos trabalhos de Romy Pocztaruk e Teresa Lanceta. Nas fotografias de Pocztaruk, trata-se de uma construção ambiciosa que segue regras importadas de fora. Nos tapetes de Lanceta, a construção é poética e produtiva, segue regras internas, advindas da técnica da tecelagem. Outros artistas jogam de acordo com suas próprias regras: Michael Kessus Gedalyovich com seus amuletos, resultantes de uma viagem exterior e interior, e Edward Krasiński, para quem a arte é em parte um jogo que ajuda a jogar-se para a frente, na vida".

 

31ª Bienal de São Paulo - Obras Selecionadas
8 de outubro a 13 de novembro
Oficina Cultural Carlos Gomes
Largo Boa Morte, 11, Centro - Limeira - SP
visitação e agendamento de visitas educativas: ter-sex: 10h-20h30; sáb: 10h-17h
Mais informações: carlosgomes@oficinasculturais.org.br
T: (19) 34518692/3495-1028
Entrada Gratuita


Saiba mais sobre a 31ª Bienal de São Paulo - Obras selecionadas

 

33ª Bienal de São Paulo
31 Outubro 2017
33ª Bienal de São Paulo
31 Outubro 2017
33ª Bienal de São Paulo
09 Junho 2017
32ª Bienal de São Paulo
21 Fevereiro 2017
32ª Bienal de São Paulo
02 Fevereiro 2017
32ª Bienal de São Paulo
26 Dezembro 2016
32ª Bienal de São Paulo
20 Dezembro 2016
32ª Bienal de São Paulo
12 Dezembro 2016