menu
busca
este é o mais recente quer ler mais?
14 Jul 2022
Nota de pesar pelo falecimento de Gilberto Chateaubriand

A Fundação Bienal de São Paulo lamenta profundamente o falecimento de Gilberto Chateaubriand, um dos maiores apoiadores da arte brasileira. Filho de Assis Chateaubriand, fundador do Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand – MASP, teve uma vida profundamente atrelada à preservação da arte moderna e ao fomento à arte contemporânea no Brasil. Sua extensa coleção de arte é citada em inúmeras obras literárias e registros da produção brasileira.

A relação de Gilberto Chateaubriand com a Fundação Bienal de São Paulo foi duradoura e significativa: ele foi membro do Conselho de Administração entre a 19ª e a 31ª Bienais de São Paulo (1987–2014), e entre a 2ª e a 7ª Bienais de Arquitetura (1993–2007). Foi, ainda, membro da Comissão de Arte e Cultura na 20ª Bienal de São Paulo, em 1989, órgão que desenvolvia a programação da exibição ao lado da curadoria, e serviu como Diretor da Fundação Bienal de São Paulo na 24ª Bienal, em 1998. 

O esforço e o trabalho de Gilberto Chateaubriand contribuíram para a Fundação Bienal ser, hoje, referência como espaço propagador da arte contemporânea no Brasil e no mundo. Trata-se de uma perda imensa para a cultura brasileira. Solidarizamo-nos com seus familiares e amigos. 

este é o mais recente quer ler mais?